segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Um livro viajante que é uma viagem



Oito minutos dentro de uma fotografia, Ganymédes José




Esse é um daqueles livros curtinhos mas que são deliciosos. O autor brinca com a imaginação do leitor, dos seus personagens e a do próprio escritor. Um casal jovem recebe para jantar um escritor, a esposa pra animar a conversa comenta de como deve ser emocionante ser escritor com sua imaginação sem limite, o escritor (que não tem nome, será o próprio autor?), diz que é mágico e ao passear o olhar pela sala pega uma fotografia do casal e começa a falar de como uma foto pode nos transportar no tempo. O casal começa a sentir sono e luta para não dormir, mas acaba cochilando e sendo transportado para outra época e outro país. Acordam e não entendem nada, estão com roupas antigas, numa casa que não conhecem e aí começa a grande aventura onde são confundidos com vigaristas que roubam joias se envolvem em perseguições, brigas e tiros. Ao fim, com tudo esclarecido param em um parque e posam para uma foto, o flash faz com que acordem. Só se passaram oito minutos e o escritor está se desculpando por não conseguir parar de falar quando sua imaginação voa. É ou não é uma viagem?
Este é um daqueles livros infanto-juvenis que agradam a todo mundo e que brinca com a imaginação e o ato de criar, fácil de ler e que qualquer um a partir de 8 anos vai se emocionar. Como um bom livro meu este também tem uma história.  A Fernanda Reali volta e meia me convidava para ir a um dos encontrinhos de blogueiras que acontecem mais ou menos uma vez por mês aqui no Rio, nunca dava para ir. Um dia deu, fui e lá conheci pessoalmente algumas blogueiras que admirava pois lia seus blogs e conheci novas blogueiras e seus blogs, apesar de não ser tão assídua como gostaria sempre que posso vou almoçar com as meninas, risos... Voltando, nesses almoços sempre sorteamos alguma coisa que levamos, trocam-se os esmaltes que se enjoou, vemos as novidades das amigas arteiras e sempre aparecem livros, para serem trocados ou doados, são livros viajantes. Nesse primeiro encontro a Lilly Luz levou exatamente esse livro, então fiquei com ele e o li na volta para casa. Agora ele está de volta à estrada, pois essa e a semana do Book crossing e vou deixá-lo bem perto de uma das escolas que me rodeiam. Quer saber como é essa viagem e quem participa? Então não deixe de visitar a Luma.

“O que realmente havia acontecido durante aqueles inexplicáveis oito minutos.” Natércia

SOBRE O AUTOR

Ganymédes José Santos de Oliveira ( 1936 -1990)  -  um dos mais influentes escritores da literatura infantil brasileira nos anos 1970 e  1980, deixou mais de 150 obras. Entre outros prêmios em 1985 recebeu o Prêmio Jabuti . Oito minutos dentro   de uma fotografia foi publicado em 1984 e atualmente é editado pela Editora Moderna.

De 8 a 16/11 de 2013, não deixe de participar.

14 comentários:

O que tem na nossa estante disse...

Esse livro me lembrou o "O passado esteve aqui" da Stella Carr, o primeiro livro que comprei com meu dinheiro, tipo orgulho da mãe sabe, foi um dos textos que me aproximou ainda mais da minha escolha por história?!?!

Eu vou ficar torcendo para que a pessoa que vai encontrar esse livro também se apaixone pela história e guarde ela com carinho na memória.

Pandora.

Lúcia Soares disse...

Gosto muito da ideia do livro sendo encontrado. Este ano não tenho nenhum pra deixar seguir viagem.
Já li outros livros do autor, quando meus filhos estudavam a escola pedia livros excelentes como este.
Beijo, Jussara.

Beth/Lilás disse...

Oi, Jussara!
Acho tão legal este ato de doarmos os livros que já lemos e que poderão ser lidos por outras tantas pessoas por aí. Pareceu-me muito bom este título e quem o achou já deve estar curtindo a leitura.
Hoje, antes de encontrá-la na rua, que foi muito prazeroso aliás, deixei um livro esquecido numa das lojas que visitei, depois vou contar também lá no meu pedaço.
um super abraço serrano.


Cris Mussi disse...

Adoro isso de esquecer livros.. mas sabe que nunca achei? Sera que vao para a sessao de achados e perdidos?
Isso me ocorreu agora...vou pensar com carinho aonde deixar..rsrs
bjs comadre.

Trícia disse...

Eu AMO, AMO, AMO e AMO esse livro!!! Favoritíssimo!!!

Vou já colocar o link lá no blog.

AMEI!! MUITÃO!!

:)

Bia Jubiart disse...

ju, não lembro os títulos, mas li váriosssss deste autor na adolescência, sempre encontrava uma boa aventura... Viajava com o autor.
Excelente participação!
Tenha um fim de semana luz!

Bjãoooooooo

Regina Rozenbaum disse...

Boa escolha para a participação Ju. Você o deixa com algum bilhetinho? Observa de longe o(a)descobridor(a)? Já fiz e é emocionante.
Beijuuss

Luma Rosa disse...

Oi, Jussara!
Um título sugestivo... Congelar o momento para que ele dure enquanto durar a imagem... Viajei nesse título!
Gosto muito de livros infantojuvenis para relaxar e fazer a mente voar. Voltar a fantasia sem ser muito infantil! (rs*)
Obrigada por participar mais uma vez do BookCrossing Blogueiro!!
Beijus,

She disse...

Nossa, eu achei tão interessante, fiquei curiosa, bastante!
Beijo, beijo querida!
She

Misturação - Ana Karla disse...

Ju, é sempre uma maravilha ler você.
Na resenha, fui até me imaginando dentro do livro.
Bem que eu poderia achar esse livro.
Adoro o BookCrossing.
Xeros

Lis S. disse...

Nossa, muito legal a história desse livrinho, e bem bacana os encontros e a troca de livros, vou visitar os links p/ entender melhor. Beijos!

Neanderthal disse...

Oi Jussara, fiquei algum tempo longe dos blogs e agora que retornei, ví que você não anda postando muito. E aí, como vai a vida? Já resolveu o problema para acessar o blog?
Então, eu queria saber quando estará no rj. Fica o meu convite para tomarmos um café e falarmos bastante! É meu convite! Ok?
Beijos

Cristiano disse...

Livro para a lista :))

Marina disse...

Jussara, tem no Facebook o grupo da "Feira Grátis da Gratidão", que acontece em várias cidades e tbm no Rio em datas móveis.

Tbm ando sumida da net e de varios blogs, mas quero um 2014 mais calmo. Beijo grande d pense em ler "As Avós", da Doris Lessing. Não sei se já te indiquei (é possivel), mas é um desses livros pequenos,, como o "Fup", que simplesmente me encantam.

Bjo