terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Eu quero ser o cara!

Diário de um Banana, Jeff Kinney

Posso apostar que vocês não sabem que esse é um dos maiores best sellers dos últimos anos, pois ele é, foi traduzido em mais de 28 línguas e vendeu milhões. Eu conhecia?  Lógico que não! Precisei da ajuda, não dos universitários, mas de uma aluna do ensino fundamental. A Alice, minha neta, começou a falar dele, trouxe o primeiro volume para casa e o leu em três dias, ela tem oito anos e mal aprendeu a ler. Bem isso é um exagero, ela lê e muito bem! Mas vamos combinar que nos dias de hoje ver uma criança com um livro capa dura com mais de 200 páginas nas mãos, nos espanta. Conversa daqui e dali, ela me conta que vai precisar de alguns dias, muitos segundo ela, para poder ler o segundo volume, pois existia uma fila de espera na biblioteca da escola. Opa! Esse livro deve ser muito bom! - Netinha querida renova na biblioteca da escola que vovó quer ler. Foi assim fiquei conhecendo o Diário de um Banana.

O livro é ótimo. O autor não o chama bem de diário, mas sim de livro de memórias, ele se chama Greg, é o filho do meio e está entre 11 e 12 anos. Frequenta a escola, 6º ano do Ensino Fundamental e está perdido entre os alunos grandes que já se barbeiam ou pelo menos tentam, (resolvidos, populares e que podem tudo - na cabeça dele) e os pequenos (bobos, não sabem ler, não sabem nada da vida e vivem de mãos dadas com a professora). Ou seja, o inferno na terra dos pré-adolescentes!
A vida de Greg não é fácil, o irmão mais velho (Rodrick) não dá trégua (como todos os irmãos mais velhos) e o irmão mais moço (Manny) é o caçulinha mimado (como todos os caçulas), pai e mãe pagam os micos costumeiros, lógico! Se ele se acha um pouco mais esperto que a maioria seu melhor amigo (Rowley) não é tão esperto, pois ainda não saiu da infância, mas que eventualmente se dá melhor que ele na dinâmica da escola. Oh vida! Oh céus! Com uma imaginação pra lá de fértil, faz com que ele crie/invente situações que só poderiam mesmo dar errado, ou na melhor das hipóteses, não sair como o planejado.
O livro é uma delícia, vocês com certeza: já foram iguais ao Greg, já passaram por situações iguais e já tiveram os mesmos sentimentos de inadequação. Greg nos encanta e nos toca por não ser perfeito, ser enrolado e nem sempre perceber a real situação, encanta e toca a geração da minha neta porque eles enfrentam os mesmos sentimentos e as mesmas situações, que muitas vezes acabam em lágrimas, criando uma identificação.
Diário de um Banana, é um diário escrito como se fosse um menino, tem textos e as letras parecem manuscritas, tem desenhos não perfeitos, alias bem toscos, como só crianças sabem fazer, é um livro perfeito para crianças entre 8 e 12 anos pois contém lições (na verdade descobertas) sobre amizade, família, responsabilidades, escola e nosso lugar no mundo.
Você conhece alguém com essa idade? Não sabe o que dar no Natal? Essa é a minha indicação. Mas antes de correr para a livraria veja se o infante já não leu a série inteira (são 5 livros) e  veja se ele não viu o filme. Lembre-se é um best sellers!  Se ele já estiver nessa fase, resta ver se ele não tem o seu próprio diário - Diário de um Banana, faça você mesmo. Na Bienal do Livro deste ano, o Faça você mesmo, saiu que nem pão quente, não se via criança sem um exemplar nas mãos, lógico que a Alice saiu com o dela, verdadeira febre na escola. Bem, você pode não conhecer ninguém para presentear, pode não estar convivendo, no momento, com ninguém dessa geração, mesmo assim finja, entre numa livraria e adquira o seu!
“Só não espere que eu seja todo 'Querido diário' isso, 'Querido diário' aquilo.” – Greg Heffley

SOBRE O AUTOR

Jeffrey "Jeff" Kinney (1971-  ) -  escritor e cartunista norte-americano cujo trabalho ficou famoso  após escrever a série de livros infanto-juvenis  Diário de um Banana, publicou o primeiro volume em 2007, no Brasil pela Editora Vergara&Riba.

31 comentários:

Rosa Lopes disse...

ah!! eu conheço. Tenho uma certa implicância com o bichinho, desde que li o primeiro achei que fosse quase um manual de como ser um babaca. Vi o filme e não ri em nenhuma situação enquanto a família rolava, estava preocupada.
Até q marido se meteu e advogou pelo pirralho, deixei um pouca da neura, mas não de todo.
Só pra não perder o posto de chata, kkkk
Essa sou eu!!
bj

Luciana Nepomuceno disse...

eu li, por causa do Samuel (tudo q1ue ele lê eu leio pra ter o que conversar)...mas filme eu não vi não.

Aline M. Gomes disse...

Ei psiu, Ju. Vou te contar um segredo, vc promete não contar pra ninguém? E' que e' meio... humm...

Eu sou fissurada nessa serie!!!!!!!

Conheci em 2008 qdo eu "cuidava" de uns adolescentes que tinham 1 monte de livros, mas so ficavam no video game. Li o #1 e simplesmente não parei mais. Já cheguei ate o 5. E o 6 foi lançado recentemente.
Muito engraçado foi ver a cara de umas crianças de quem tb cuidei enquanto eu lia e me acabava de rir. Eles acharam estranho eu gostar tanto do Greg já que era "livro
de criança".

Minha implicância e' sobre a tradução pro português (não gostei desse banana de jeito nenhum), ate falei sobre isso no blog, mas acho que não tinha outro jeito mesmo.

Eu recomendo os livros pra todos. E' divertido e super fácil de ler. Ate quem não gosta de leitura tem uma chance de se interessar.

Um abraço!!!

Juliana disse...

acabei de comprar pra escola. eu sou apaixonada por esses livros pra adolescente.

Lufe disse...

Jussara,

Eu fico sempre curioso em saber o que a molecada de hoje lê.
Adorei a dica.
Vou compra-lo para dar de Natal a um certo "menino" que conheço.....Tenho certeza que ele vai gostar....rsrs

bjos procê

Rogério Pereira disse...

O seu texto é convincente. Fiquei curioso, vou investigar e, se calhar, comprar...

O Guri disse...

Não sabia nem que tinha filme. Aliás deu a coincidência, peguei ele ontem na biblioteca e já terminei de ler. Eu li um azulzinho, Rodrick é o cara. Achei o formato, os desenhos e tudo mais muito bonitos. Realmente me chamou a atenção agora, pois antes achei que era só um livro bobo pra gente boba. Tenho certo preconceito com Best Sellers...

Jussara, bom você ter voltado!

http://umgurientregurias.blogspot.com/

Beth/Lilás disse...

Jussara!
Que gracinha tua neta! Deve ter puxado a avó, boa leitora, oras!
Bem, há alguns meses eu ouvi uma conversinha entre dois irmãos numa livraria lá em Itaipava e o menino dizia à irmã que estava à procura do segundo volume deste livro. Minha orelha se ligou mais, justamente por causa do título do livro que achei engraçado, bem inusitado. E pelo que notei entre eles, o livro era mesmo sensacional, por isso estavam loucos para achar o segundo volume.
Muito boa sua dica de compra.
beijo carioca

Gisley Scott disse...

Ainda não li mas despertou a curiosidade.Eles têm o filme por aqui, vou ver se alugo tb!

Obg pela dica, bjs!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Jussara, eu já li os cinco da série hahaha, eu adoro hahaha.

eu adorei e que bom, sua netinha já com todo esse interesse por livros, recomendando os que ela gosta, vai ser uma grande leitora!

bjs e bom dia

Luana disse...

Ai que maravilha esse livro! Quando eu tinha essa idade minha mãe me levou numa livraria (eu ja tinha costume de ler) e disse pra eu escolher um livro.. Acabei comprando "Titina" (Ary Quintella). Tambem falava de descobertas e eu adorei... Ta, o livro se passa nos anos 60/70, então algumas referencias eu não entendia - como a repressão militar. Mas foi maravilhoso!

Voce conhece esse livro, Ju?

Roberta M. disse...

Jú, que saudades!! Pandinha adoooooraa, saiu o filme e tb é legal, mas o livro é bem mais divertido!!! Beijosss

mirtes disse...

Já tinha visto comentários em vários blogs e sempre achava estranho que estivessem resenhando livros de crianças...
Só que nunca tinha parado para LER as resenhas. E agora, lendo a sua, entendi tudo hehe
Tenho uma prima de 9 anos e estou pensando seriamente em dar pra ela de natal. Acho que vou acertar, né?
Bjs!

Misturação - Ana Karla disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkk
Jussara você é perfeita!
Essa resenha não poderia ser melhor.
Eu, como mãe de dois meninos, 8 e 12 anos, claro que tenho aqui, e não foi escolha minha.
No início, eu reclamava do livro, porém não fazia ideia do bem que estava fazendo, principalmente ao de 12 anos que não gosta muito de ler, porém, O Diário de Um Banana, 1, 2 e 3, ele devorou e agora para o final de ano completarei com os outros.
E vou querer ler o dele(meu filho) também. rs
Ah, e já assistimos todos juntos ao filme.
Bom demais.
Também recomendo.
Xeros

Pandora disse...

Muito bem dona Jussara, estimulando descaradamente meu consumismo literario!!! kkkk... Eu conheço esse livro, sempre que vou nas livrarias encontro com ele, paquero, leio algum trecho, soube que tinha um filme e fico com vontade de ler, infelizmente sempre tem algo a ser lido academicamente falando, especialmente nos ultimos tempos. MAS, lindamente que depois de ser aprovado por você ele vai subir uns degrais na minha lista!!!

Adelaide Araçai disse...

Ju aqui em casa tudo o que compro para a minha filha eu leio também....rsrs Adoro esse tipo de leitura, pois nos faz relembrar o que já vivenciamos e assim compreendemos mais as "neuras" da aborrecencia. Já li e também recomendo esse livro.

Abraços

Regina Rozenbaum disse...

Vi meu sobrinho-neto rsrs (um dia chego à categoria de totalmente vó!) com um desses na mão, absorvido e absorvendo de uma maneira tal que perguntei à mãe: É o novo Harry Potter do pedaço?! A-do-ra e tem só nove aninhos de vida.
Beijuuss, amada, n.a.

A. Marcos disse...

Que dica maravilhosa...

Glória Maria Vieira disse...

Olha só que delícia! Caiu como uma luva pra mim que estou pensando no quer dar aos meus dois priminhos. Principalmente, a Teteu de 6 aninhos.

Macá disse...

Ju
Conheço assim, de ver, mas como meus filhos já passaram um pouco da idade desse tipo de leitura, não o tenho aqui em casa. Se bem que, você sabe, se comprar, quem vai querer ler imediatamente, não sabe?
beijos

Helena Compagno disse...

Oi Jussara! Que blog profundo!!! Também sou apaixonada pelas letras e olhe, tem blogueiro que escreve muuuuuito melhor do que muito escritor famoso que, espantosamente, vende muito e eu não entendo (o mesmo caso dos blogs fúteis, deve ser!). Depois que comecei a tornar pública as minhas costuras quase não me sobra mais tempo para ler, mas sei que é por pouco tempo - depois volto. Li apenas o seu último post e achei ótimo, bem escrito, com conteúdo. Voltarei mais vezes para ler outras coisas assim que a lua-de-mel com as costuras cair na rotina.
Beijos,

Celina Dutra disse...

Já paquerei... acabei não comprando. Mas depois de seu trabalho, na próxima vez que encontrá-lo, não me escapa. Beleza de neta! Isso dá um orgulho danado.
Girassóis nos seus dias sempre. Beijos.

Evanir disse...

Construa um paraiso de alegria e paz.
Basta você querer o bem para todos.
Ser otimista. Ter fé em Deus e em si mesmo.
Compreender que Deus não tem preferências é uma forma de se sentir seguro.
Tenha um abençoado final de semana.
Beijos no coração.
Não se esqueça que..
Estou seguindo -te e te amando .
Evanir
Tem Prente de Natal na Lateral para você.
Fiz com muito carinho..

Mônica disse...

Oi Ju, nunca li nenhum destes livros, mas sei pelo que já li sobre ele, que é um excelente livro, é pura diversão.Vou seguir sua dica e presentear uma pessoazinha ali com um desses.Bju

Cinderela Descaída disse...

Oi!
Vou comprar para a minha filha que está perto dos oito e as férias estão por chegar.
Vida escolar é fogo. Me lembro bem. Na minha época não se falava em bullying, mas todo mundo tinha apelido e era vítima de chacota de quando em vez.
Beijo,

Ivan disse...

Ah Jussara, vou ter que ir até a biblioteca, dizer à vendedora que o livro é para um sobrinho, mandar embrulhar para presente, chegar em casa, abrir e ler! Vou mentir e a culpa é sua rs
Abraço!

Fernanda disse...

O meu Felipe tem quase todos (falta um, mas ele leu todinho na livraria, rsrs). Deu uma olhada, achei legal, mas não li todo ainda.

Carlos Medeiros disse...

Mais um livro pra mim colocar na lista de livros pra ler. Dicas sempre é bom. Numa livraria, encontrar um já indicado, facilita a decisão da compra. Abraços.

Luma Rosa disse...

Não conhecia!! Vivendo e aprendendo com os netos! Quero uma netinha assim como a sua, que graça!! Mas, mas, mas... O que significa isso? "caçulinha mimado (como todos os caçulas)". Ooooops, sou caçula e nunca fui mimada! (rs*)
Sabe o que achei interessante nesse livro? Lendo a gente se aproxima mais do universo dos pré-adolescentes e os compreende melhor, portanto, a leitura vale também para os adultos.
Respondi no "luz" o seu questionamento sobre o Profeta Gentileza. Adorei lembrar dessa pessoa.
Boa semana! Beijus,

Angela disse...

Olá Jussara, obrigada pelos votos de Natal.
Tenha vc e sua família um Natal maravilhoso e um ano de 2012 cheio de realizaçoes. Tudo de bom. Beijos.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Passei para desejar um Feliz
e Santo Natal.
Beijinho
Irene