quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Um ônibus de lembranças


Juliana é uma fina flor, é professora e sempre tem as turmas de alunos mais chatos do universo, mas depois ela vai se derretendo e acaba por achar cada um deles umas gracinhas. É minha vizinha de cidade e nunca marcamos um encontro, é bem humorada mesmo quando esta mal humorada. Ela escreveu este post respondendo a um meme sobre livros que dura 30 dias, ao qual eu achei uma gracinha mas cai fora rapidinho, rs ... O post é tão a cara da festa do Palavras que pedi para colocar por aqui.

Quando eu era uma menininha de tranças com laços vermelhos - amava minhas fitinhas vermelhas -, minha mãe era sócia do Círculo do Livro. Ainda existe o Círculo? Não sei. Só sei que bimestralmente chegava aqui em casa uma revista cheia de livros em suas páginas e eu surtava; passava tardes e tardes folheando a revista. Foi assim que me apaixonei por Saramago, mas essa é uma outra história. Então, voltando: por conta da assinatura do Círculo, tive muitos livros em casa ao longo da infância e um deles foi

 Um Ônibus do Tamanho do Mundo,  J.M. Simmel


O enredo? Não me lembro direito. Sei que havia um ônibus, umas crianças, um carneiro chamado José, uma professora, um menino guloso chamado Martinho, um menino herói chamado Tomás (fui muito apaixonada por Tomás. Meu modelo de homem, claro, ai, ai!) e uma avalanche. Sim, avalanche porque a aventura se passava na Áustria. A avalanche caía na estrada, impedia o ônibus de seguir viagem, a professora sofria um acidente e as crianças passavam a se cuidar sozinhas.  Havia muitas adversidades e neve também, porém eu só me lembro bem  mesmo de que  as crianças juntavam todos os seus lanches num grande cobertor e faziam um mutirão pra dividir a comida. Meu sonho era que um ônibus em que eu estivesse quebrasse, com várias crianças dentro obviamente, pra que eu pudesse comer sanduíche de salsicha igualzinho aos meus amigos do ônibus do tamanho do mundo. Também queria uma avalanche, mas tinha consciência de que, morando no Rio de Janeiro, esse seria um item mais complicado de conseguir. Mas era um grandíssimo sonho, viu?
Eu amava esse livro. Reli umas mil e quinhentas vezes. Se ele ainda estivesse na minha estante, estaria relendo agora. Pois é, não tenho mais O Ônibus do Tamanho do Mundo.  No trote da faculdade, fizeram uma arrecadação de livros que seriam doados pra crianças; depositei meu exemplar na caixinha de coleta. Achei que o Tomás, o Martinho, o carneiro José e meus outros companheiros de ônibus mereciam conhecer outras crianças. Espero que eles estejam bem!
Que delícia relembrar desse livro, gente!  Muitos suspiros...
Juliana
SOBRE O AUTOR
Johannes Mario Simmel (1924 - 2009) - escritor austríaco de novelas, romances, contos e livros juvenis. Muitos dos seus romances foram filmados com sucesso na década de 1960 e 1970. Ganhou inúmeros prêmios, por ter vivido e perdido familiares na Segunda Grande Guerra era um fervoroso pacifista. 

##################

Convite

Se estiver em São Paulo não perca! Quer saber o que é clique aqui.

20 comentários:

Rogério Pereira disse...

Juliana, apaixonada por Saramago ofertadora do seu livro mais querido. Só pode ser... uma querida. Boa?

Juliana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana disse...

Que susto foi abrir o Reader e dar de cara com a minha cara no seu blog. kkkk

Tô me sentindo muito chique! =)

Glorinha L de Lion disse...

Que fofinha...eu tb era sócia do Círculo do Livro...ainda tenho vários daquele tempo comigo...era legal pq a gente comprava os clássicos, os best sellers, tudo pela revista e quando a caixa chegava era uma alegria! Gostei de relembrar disso. Beijos às duas,

Macá disse...

Gostei do jeito da Juliana escrever, e ela fez bem em enviar o livro pra outras crianças, pena que não foi pra mim rsrsrsrsrrs
Ju, a-do-rei você estar ajudando a divulgar o encontro com a Glorinha, e a forma como encontrou de fazê-lo é muito original. Obrigada.
beijos

M. disse...

E eu que nem conheço o autor...

:(

Celina Dutra disse...

Juliana, fiquei com vontade de ler O ônibus do tamanho do mundo. Até o título atrai. Forma mais bonita de relatar sua lembrança.
Jussara, parabéns!

Girassóis nos dias das duas.
Beijos

palavrasdeumnovomundo disse...

Oi Jussara e oi Juliana

Também não conheço o autor e fiquei com água na boca para ler o livro.
Quanto a doação para as crianças achei o máximo. Parabéns!

Jussara...saudades e perdoa minha ausência? :(

Estou começando a colocar as coisas nos trilhos, acho que em breve terei mais tempo para me deliciar por aqui.

Beijos querida e obrigada por não deixar de me visitar.

Lufe disse...

Jussara,

Que bom ter resolvido postar o texto da Juliana.
Que delicia a forma dela se expressar.
Gostei muito, principalmente por não ter lido este livro.
Fiquei curioso.

Juliana,

Do jeito que voce falou do livro, ele merece mesmo conhecer outras crianças.

Um bjo às duas

Beth/Lilás disse...

Que legal! Eu também fui sócia do Clube do Livro e lembro-me de um que vivia folheando e ficou-me para sempre na lembrança - Enterrem meu Coração na Curva do Rio.
Mas, veja só, os livros não necessitam ser de grandes escritores ou ter uma estória best seller, basta que atinjam nosso âmago e ficarão para sempre em nossas melhores recordações.
beijinhos cariocas para as duas

Ivan disse...

Poxa, gostaria de conhecer tbém Tomás e os outros... Muito bom professora!!!
Abraço

José Luiz Foureaux de Souza Júnior disse...

Do congresso não havia muito o que aproveitar mesmo... mas a culinária sempre é atraente e eu sou um apaixonado... por comida!
Bom final de semana!
beijinho

Cissa Branco disse...

Ju's,

viu como estou íntima, coloquei as duas com apelidos, só tenho uma coisa para dizer: Eu quero um ônibus do tamanho do mundo!!! O título é perfeito e me aguçou a curiosidade, filhote disse que vai procurar na biblioteca da escola para mim. Viu a que ponto chegamos, agora é ele que quer buscar livros para eu ler.
Adorei, beijos
Jussara,

Não te imaginava costurando, quero fotos!!!

Misturação - Ana Karla disse...

Ju, uma história curiosa.
Juliana é uma fofura mesmo, e seu relato um incentivo aos pequenos leitores.
Bom final de semana
Xeros

Celia na Italia disse...

Adorei conhecer a "lembranca da Juliana", eu tb tenho as minhas e é tao bom relembra-las!!!!!!!!
Super beijo

Camille disse...

Um livro lembrado da infancia traz tantas coisas delicadas: as imagens, ilustraçoes, nossos sentimentos ao pensar em cada uma delas. Ate o jeito do livro, se tinha sido muito manuseado , se ainda tinha cheiro da loja. Tudo isso é uma riqueza. E nada melhor do que muitas crianças para nos ajudar a rememorar fatos. Ser professora deve ser uma delicia!
Beijos para voces, e boa semana!
Cam

Deusa disse...

Que lindo Juliana...sabe que viajei no seu conto...quando a gente e criança a imaginação e tão fertil e inocente que a gente sonha muiito,tudo parece tão mais forte,livre e engraçado....depois de adultos,a gente já não viaja mais tão livremente,por isso os livros tem que ser bem escolhidos,pra mim que lia em qualquer lugar,hoje preciso escolher o lugar,um horário...mas...ainda e muitooo gostoso ler...é uma viagem.
Quanto a você dna deste Blog....você sabe que não tenho palavras para lhe agradecer....não vou ficar tecendo comentarios sobre o fato,mas você foi especial,não esquecerei,ainda mais vindo de forma tão sincera....não tenho palavras...não saberia te agradecer o suficiente...obrigada...
Deusa
vasinhos coloridos

Luana disse...

Mais um pra lista... Mais um pra lista... Acho que terei que fazer igual ao Chauffeur do filme Sabrina, pra poder ler tudo! E de quebra juntar os 2 milhões também...

Mayara disse...

Oi Jussara! Você sabe que eu sou louca para o círculo do livro voltar? Ia achar magnífico!!! Um abraço!

Larissa, Lara, Lalá, .... disse...

Adoro Simmel!!!!!!! Eu ja' li E' proibido chorar mas este ainda nao li, mas vou ler inclusive para os meus filhos!!!!!!!! Beijos