segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Sobre viver na América Latina




Alguém me falou: vou para Sinop? Eu: Isso existe? É uma cidade? Onde fica? Foi assim que eu descobri que é uma cidade, não é pequena e fica no Mato Grosso.  Neste Brasil continente alguns lugares a gente nem sabe que existem!  Até hoje eu não sei porque essa cidade se chama Sinop! Mas acho o nome bem diferente e me pergunto quem nasce lá como se chama? Procurando daqui e dali, conheci o Sobre Viver em Sinop, um blog de uma gaúcha que sobrevive em Sinop. A Cíntia que virou Cissa para os íntimos (assim como eu virei Ju e não me importo) é uma pessoa divertida, historiadora (vocês devem conhecê-la por seus comentários que sempre estão por aqui) e mãe do Felipe, o filho de DNA Alienígena. O que falar do Felipe? Já falei! Como só tive filhas mulheres e minha neta é uma menina, o Felipe acaba sendo o menino que eu queria ter tido. Ela costura, pinta e borda, dona de casa, trabalha fora, é mãe e esposa e como se acha bem desocupada ainda criou outro blog com uma sulmatogrossense que mora no Rio Grande do Sul, é doida!

Cíntia e Felipe
Estou chegando com elegância, como manda a boa etiqueta para grandes eventos, afinal, vir aqui e escrever sobre um livro e em um espaço tão especial para mim, é uma ocasião única. Sem falar que este é um convite mais que especial.
Poder comemorar com a Jussara, que por obra da minha falta de compostura e de todo o carinho que tenho por ela, a chamo carinhosamente de Ju, mesmo sem ela nunca ter me autorizado, é mais que uma honra!
Quando recebi o convite (e me senti) fiquei agoniada, afinal, não posso fazer feio, mas não seria justo chegar aqui e aparentar outra coisa, senão eu mesma. Então, vamos ao post bem estilo Cissa Branco (desculpem a Ju por isso, ela é ingênua, não sabia onde estava se enfiando quando me convidou).
Viram que cheguei em trajes de gala?! Pois então, cheguei. Mas agora que me sinto em casa é hora de assumir minha real personalidade. Poderia falar da literatura russa, minha paixão, mas não.  Quero mais vida, mais pulsar!!! Quero uma obra que me defina e que me abrigue em vários momentos dessa minha humilde trajetória... E o escolhido só poderia ser dele, Eduardo Galeano.
 Só para localizar, já estou de jeans e camiseta, sentada confortavelmente em uma poltrona, com os pés descalços, saboreando um bom café e pitando. Porque não tem como ler Galeano de outra forma. Tá, até tem, mas não é tão prazeroso, e convenhamos, prazer é fundamental!

O Livro dos Abraços, Eduardo Galeano

Para quem conhece Eduardo Galeano, da obra As Veias Abertas da América Latina, leva um susto ao se deparar com o apaixonante O Livro dos Abraços.
Ao contrário da contundente, justificável, primorosa e chocante narrativa de As Veias abertas, O Livro dos Abraços nos promove uma viagem encantada ao mesmo cenário, porém visto de forma diferente, ora emocionada, ora sarcástica, ora esperançosa, mas sempre real.
A leitura nos permite vivenciar vários momentos da história, e creio que o mais fantástico dessa obra é nos propiciar emoções diferentes a cada leitura. Você nunca lerá uma das crônicas com os mesmos olhos, sempre descobrirá algo novo e revelador.
E o que é O Livro dos Abraços?  Uma coletânea de crônicas que demonstram a vivência do autor, suas andanças pela América Latina, as realidades que encontrou. Um somatório do que o autor viu e ouviu, que reunidas nos permitem traçar um panorama de evolução política, econômica e social da América Latina. Diferente de As Veias Abertas, mas tão marcante e envolvente quanto. Mágico, surpreendente, arrebatador! Como não se emocionar com Diego e seu pai, no texto “A Função da Arte 1.” Como não chorar com “Noites de Natal”?
Como não adotar esse livro, O Livro dos Abraços, do Eduardo Galeano como uma obra prima que deve configurar majestosamente como livro de cabeceira?
Cíntia
SOBRE O AUTOR
Eduardo Hughes Galeano (1940 - ) -  jornalista e escritor uruguaio. É autor de mais de quarenta livros, O Livro dos Abraços foi publicado em 1991, no Brasil pela L&PM.

PS: Não deixem de ler a explicação da Cissa sobre o nome da cidade nos comentários!

28 comentários:

Cissa Branco disse...

Ju,

Como estou feliz de estar aqui, toda boba e morrendo de vergonha, rs.
Sinop a sigla, Sociedade Imobiliária do Noroeste do Paraná, empresa responsável pela colonização da cidade e do norte de Mato Grosso. A cidade foi colonizada bem dentro da lógica da colonização e da exploração, infelizmente, mas agora depois de expropriada, começa a construir sua identidade. Definitivamente é um desafio econômico, político e cultural viver ou sobreviver aqui.
Beijos e adorei

Josiana Leite disse...

Olha não li esse livro agora vou, adorei poder conhecer mais sobre o livro e sobre esta pessoa tão querida que chamo também abusadamente de Cissa, criando intimidade sem pedir,mas Cisa é uma pessoa tão querida que logo passamos te-la como amiga, mesmo que ela não saiba, rsss.
Prazer conhecer para fazer esse parceria com a Cissa sei que você também é querida. Grande abraço.

Fernanda Reali disse...

Já li e reli Veias abertas, mas nunca li este dos Abraços. Adorei ver a DOIDA da Cissa escrevendo como uma inteectual. quem diria que a mulher das calcinhas de Fatto também raciocina, além de rebolar nos pole dance de sinop? Ameeei.
Eu adoro a Cissa e a voz dela, grave, marcante, adoro o jeito dela escrever e o jeito maluquinho de brincar no twitter. Ju acertou em cheio com esta visita ilustre.

beijoooooo

Ju Ramalho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ju Ramalho disse...

Ora oras! Venho aqui passear no Blog Da querida Jussara que adorooo e encontro Cissa Branco aqui uiiiii, to de rasteirinha e de vestidão momento jardinagem hahaa, resolvi entrar pela entrada de serviço pera ai que já volto pra comentar.



Voltei. Arrumei os cabelos progressivados com grampinhos e vou falar daqui mesmo da área de serviço! Aqui tá muito chic e me pegaram desprevinidas afff suas duas.

Pra começar que ue não conhecia o Livro dos Abraços e posso dizer que já gosto mesmo sem nunca ter lido, e claro que já estou providenciando isso né google, ops não falei nada...tô só aqui pesquisando rs.
Galeano é meu novo queridinho sem nunca ter conhecido...e A Cissa é minha queridinha sem nunca ter conhecido tirando sua voz gostosa e seus vídeos youtubianos rs.

Adorei Ju! De Ju pra Ju te digo que amei vir aqui hoje como sempre e mesmo aqui no estilo lererê me senti chic ao ler vcs duas!

Adoroo sair de um canto onde me sinto que me foi acrescentado algo tudo de bom!

Bjos

Telma Maciel disse...

Eita, Cissa, que boa dica de leitura! Delicinha esse post, neste blog q eu ainda não conhecia!
Fiquei bem curiosa com o Livro dos Abraços... vou ver se leio, né?
Beijos Ju e Cissa!

Lúcia Soares disse...

Jussara, realmente o nome da cidade é instigante. Pensei que pudesse ser outro nome, lido ao contrário, como escrevem, às vezes, Satolep (Pelotas). rsrs
Ando lendo a Cissa, sempre por indicação em blogs, mas nunca comentei nada.
O livro me deu curiosidade. Vou providenciar a compra.
Beijo!

Celina Dutra disse...

Felicidade! Que delícia encontrar O Livro dos Abraços de Eduardo Galeano! Obrigada, Cissa e parabéns pela escolha. Você foi absolutamente feliz ao nos mostrar essa obra, da forma como o fez.

Girassóis para Jussara e Cissa!
Beijos

Iara disse...

Que coisa boa encontrar minha linda amiga Cissa assim, conversando e dando explicações chiques sobre um livro que sei estar no clube do livro, então mais cedo ou mais tarde chega pra mim.
Cissa tenho certeza que qualquer autor e leitura indicado por ti deve ser excelente , e como é bom te ver convidada para falar assim sobre assuntos que sei que gostas.
Quando comecei a ler a apresentação da Ju e a tua sobre ti pensei, gente minha amiga tá muito chique.
Sabes que uma das minhas grandes alegrias esse ano foi termos nos conhecido e nos tornado amigas.
Ju não conhecia teu blog, mas com certeza, não poderia ter chegado aqui num momento melhor.
Um grande abraço as duas.

Regina Rozenbaum disse...

Então Ju, fui lá conhecer a Cissa e essa cidade de nome tão curioso rsrs. Quanto as leituras em tempos de tristezas, ansiedades e coisa e tal, somos assim...parecidas rsrs. Vi, aqui ao lado (em sua lista de literatos),meu amigamado Zé Luiz Foureaux. Conhece ele?! Baummmm dimaiisss!
Beijuuss, amada, n.a.

Rogério Pereira disse...

Sou leitor de Galeano
Postei Galeano...
...e vou juntar o que me parece ser útil ao que será certamente agradável: Lêr "O Livro dos Abraços". Assim o encontre por cá

(esclareço que a útilidade dessa leitura a coloco no melhor conhecimento da América do Sul)

Beth/Lilás disse...

Oi, Jussara!
Eu também nunca tinha ouvido o nome desta cidade, até deixar uma amiga de meu filho que veio estagiar aqui no Rio e ficou em minha casa e ela era de Sinop, daí descobri esta cidade que fica no M.Grosso.
Achei o livro que a Cissa indicou, bastante interessante, nunca li nada deste autor uruguaio e pode ser o meu próximo, quem sabe.
beijinhos cariocas

Tuca disse...

Oi Jussara, não pude deixar de comentar, o livro já li mais de uma vez, em epocas diferentes, e minha visão do mesmo mudou de acordo com a situação. Quanto a Cissa, bem, ela é gaúcha como eu e nos encontramos pelos pagos da vida, já tomamos chimarão e estamos sempre colocando a prosa em dia. Espero que voce esteja bem, e agora que comecei a ler novamente, sendo dou uma espiada em seu blog, é uma fonte de inspiração. Bjs.
Tuca.

Luis Eustáquio Soares disse...

nessas veias abertas, restanos abrigar-nos ao invés de brigar-nos, consolidando a união latino-americana, em liberdade, em solidariedade, tranversalmente,
cosmologicamente.
b
delamancha

Fernanda disse...

Mas bahhh Ju(olha a doida aqui, bem intima), como não falar?Graças a Deus(e a Tim) tenho o prazer de falar com essa moça gaucha, escondida em Sinop, mais que uma amiga, ganhei uma confidente, ouvinte e um poço de cultura, este livro q ela fala esta comigo aqui, inclusive, uso ele pra fazer chantagem sabia? Pergunte a ela hahahha, adorei de coração suas dicas de livro e oportunidade de conhecer pessoas que amam ler e tranasmitir oq um bom livro nos faz.
Beijokas

Fer(a sulmatogrossente gaucha )

Christine disse...

OI Ju,
Essa sua ideia de celebrar o aniversário do blog, com os depoimentos foi demais. Primeiro pq vc tem uma folguinha, para celebrar...hehehei e segundo,pq ficamos conhecendo um pouco mais dos teus seguidores, visitando os blogs, vendo gente nova e se surpreendendo com o que temos para descobrir nessa vida ainda! Sinop... qdo li a explicação, lembrei que já havia ouvido qquer coisa à respeito... mas num passado distante. É não sei se ela estánuma situação muito melhor que a minha...hehehehe... Beijoooo

Ivan disse...

Conhecia o autor, mas não esse livro. Mas que post bom de se ler heim... essa moça lá de Sinop escreve com uma leveza que é agradável ler. Muito bom!
Abraço

Mônica disse...

Ei,eu acho Ju, carinhoso, não?
agora que me toquei que nunca pedi também autorização para tal intimidade. Fui chegando e entrando, kkk
Bem,a Cíntia é um fenômeno, mesmo.Só em ser blogueira, kkkk
Bem, não conhecia este tal de Eduardo Galeno. Prazer!!!
Sinto realmente pena por nós todos brasileiros que física e literalmente damos as costas aos nossos irmãos sulamericanos. Mas estou , espero que não tardiamente, buscando conhecer melhor nossos vizinhos. é encantador conhecer cada um deles.
Foi muito bom estar aqui, a ausência foi a falta de pc.
Beijos

Lufe disse...

Oi Jussara,

Estou vindo atrasado mais ainda cheguei a tempo.

Que oportunidade boa esta festa esta nos dando de conhecer novas pessoas tambem apaixonadas pelos livros e o que é mai legal, cada uma a sua maneira.
Li o "Veias" mas ainda não conheci os " Abraços", boa oportunidade de conhece-lo.

Cintia,
fui visitar o seu blog e adorei o sei jeito de escrever, sem firulas, como numa conversa coloquial, conversa de gente que é de bem com a vida.

Bjo procês duas

She disse...

Ahhhh eu adorei! E achei muito interessante esse livro e o seu nome! ;) Beijo, beijo nas duas!
She

Bárbara Rezende disse...

Olá JU, vim agradecer o carinho que vc teve comigo mesmo não me conhecendo... Foi num momento que realmente estava precisando de colo... Agora já era me deu um ombro e um colo não sairei mais daqui...

/e por falar em aqui, quando chego me deparo com esse post de uma das primeiras pessoas que conheci na blogosfera... A Cissa é uma pessoa espetacular, mulher inteligente e empolgante eu ADOOOOOOORO esta pessoa e toda sua família mesmo sem conhecê-los pessoalmente...

Qualquer dia poderíamos fazer uma caravana até Sinop!!! rrsrsrsrsr Quando a Cissa visse já estariamos todas em seu portão!!! rsrsrs

Valeu amore pela força!!!

bjks e tenha uma semana abençoada!!!

De Lopes disse...

Oi Jussara, quanto tempo! As veias Abertas da América atina é um livro bem forte, e acho mais indicado à leitura quando já tenhamos uma maturidade legal, pois ele pode causar várias reações. Mas acho muito importante a sua leitura. A Cissa, que era Cíntia, é uma pessoa muito amada por todas e todos os blogueiros, escolha certa para aqui estar. Foi um prazer passar por aqui. Beijos

A. Marcos disse...

Jussara,

Sinop é longe demais...a caminho de Alta Floresta mas ainda bem longe desta.

Tive que ir a Colider, outra cidade, do Mato Grosso, cerca de 600 km desde Cuiabá, depois de Colider. Dá para imaginar? Longe pra dedéu...

Tanto Colider quanto Sinop são nomes de empreendimentos empresariais que colonizaram a região e deram o nome à cidade.

SINOP - Sociedade Imobiliária Noroeste do Paraná

COLIDER - Colonizadora Líder

Cissa Branco disse...

Ju,

Não poderia fazer um post sem me referir a vc que nos adotou, a mim e ao filhote, de forma tão sincera e verdadeira, obrigada!
Beijos

Lêda disse...

Oi, obrigada pela visita e pelas palavras também. Ficarei feliz em tê-la em meu bloguinho...
Bjos...

Mayara disse...

Oi Jussara! eu não conheço nem metade do que gostaria do Brasil, basta dizer que não conheço nenhuma cidade do sul! Eu só conheço o veias abertas, mas vou procurar ler o indicado agora! um abraço!

Aline M. Gomes disse...

O bairro onde minha mãe mora em São Luís se chama Apaco.
"Associação dos Produtores Agrícolas da Cidade Operária"!!!!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Eduardo Galeano, fantástico!
e com a participação da Cintia ficou ainda mais especial.

esta série de guest posts está ótima, logo eu mando meu recado rs.

bjs