domingo, 19 de junho de 2011

Dentro do Nautillus

Vinte mil léguas submarinas, Julio Verne

Eu já morri de medo do Capitão Nemo, além do fato dele ser misterioso eu não entendia metade do que ele falava! Vinte mil léguas submarinas foi o primeiro livro de Julio Verne que eu li, como vocês sabem, eu não lia adaptações, então com uns 11 anos encarei as 400 páginas do livro numa boa. Para os mais jovens isso pode parecer uma temeridade, mas eu não era exceção, naquela altura todo mundo que eu conhecia não tinha medo do número de páginas de um livro.  A grande aventura do Capitão Nemo, sua tripulação e seus hóspedes-prisioneiros, um naturalista francês interessado no mar, seu criado chamado Conselho e um arpoador canadense é fascinante, as descrições do fundo do mar são maravilhosas, os lugares por onde passam são inusitados (vai da boca de um vulcão submarino as ruínas de Atlântida), eles passeiam por todos os Oceanos e mares Atlântico, Pacífico, Indico, Mediterrâneo e Antártico.  A história é narrada pelo Dr. Aronnax, o que permite o autor distribuir inúmeras explicações cientificas durante a aventura, o Capitão Nemo é sempre misterioso, poucas coisas são certezas sobre ele: é muito rico, é um engenheiro e cientista e que se desiludiu com a humanidade, por isso escolheu viver na terra de ninguém que é o mar. Eles percorrem as vinte mil léguas em 10 meses, Dr. Aronnax, Conselheiro e Ned Land, o marujo arpoador, começam a viagem no Nautillus como náufragos (caíram de um navio que perseguia o submarino, pois pensavam que era um monstro do mar) e terminam como náufragos após empreenderem uma fuga, como diz o narrador: “Será que irão me acreditar? Não sei dizer”, afinal entraram e saíram com a roupa do corpo.
Julio Verne praticamente inaugurou o gênero ficção científica na literatura, 70% de sua obra abrange esse gênero, pois também escreveu peças de teatro, operetas e artigos, alguns científicos, na imprensa. Ele foi inspirado pelos avanços científicos e tecnológicos de sua época (século XIX) inclusive frequentava o círculo de cientistas e estudiosos bem mais que os de literatos, assim partia de bases concretas e conhecidas e com imaginação e lógica escrevia suas histórias, com isso passou a ser quase profético. Em seus livros aparecem, entre outras coisas: cilindros de ar para escafandros, roupas térmicas para uso em água gelada (neoperene), fax (pela lógica dele, já pelo telefone), a televisão, foguete para ir a Lua, viagens pelo espaço sideral, dessalinização da água para uso da humanidade, o Nautillus se locomove pelos mares, com dispositivo muito semelhante ao mecanismo termo nuclear usado atualmente em submarinos... enfim quase 150 anos depois muitas das tecnologias que aparecem em suas obras já são realidades, mesmo que cientificamente tenham ido por outros caminhos que os apontados por ele.
Curiosamente Verne descreveu todo canto da terra, até mesmo suas profundezas, mas pouco saiu de Paris e fez pouquíssimas viagens (em geral pequenas), mas era um grande colecionador de mapas, de relatos de viagem e enciclopédias. Ele era um homem culto, interessado nas descobertas de seu tempo e um profissional da escrita, pois cada livro seu era escrito após intensa pesquisa por isso foi e continua sendo um enorme sucesso. Hoje quando o lemos, podemos ver claramente que ele até já tinha preocupações ecológicas, em Vinte mil léguas o Capitão Nemo não permite que se abatam baleias, seu argumento: “Não usamos óleo de baleia. Destruindo a baleia, um ser inofensivo e simples, tanto o senhor como os que o apoiam cometem uma ação condenável.”
O cinema nasceu quando Julio Verne já era um autor de enorme sucesso e a sétima arte se apaixonou pelas narrativas dele, seu primeiro livro transposto para as telas foi Viagem à Lua (de Georges Méliès) em 1902, de lá pra cá já foram inúmeras adaptações só de Vinte mil léguas submarinas já foram nove versões. Existem muitas adaptações desse livro em português, inclusive uma de Raquel de Queiroz, mas se puder ler o texto na íntegra, não deixe de fazer. Esse livro, como tantos outros do autor, é daqueles que todo mundo conhece a história, mas poucos leram uma versão integral e alguns só conhecem pelo cinema. Ah, se você quiser conhecer o Nautillus por dentro vai precisar ler o livro.
“Se um homem imagina uma coisa, certamente outro a tornará realidade.” Julio Verne
SOBRE O AUTOR
Julio Verne (1828-1905) - escritor francês que fez do gênero ficção cientifica seu material de trabalho, publicou Vinte mil léguas submarinas em 1870. Só foi encontrada na versão integral em português o da Editora Martim Claret.

24 comentários:

Luciana Nepomuceno disse...

Eu li 20.000 léguas submarinas quando era quase tarde demais. Já havia mergulhado em outras águas tantas e temia ter perdido a capacidade de me encantar. Não foi o caso (faz muito tempo e guardo mais a sensação gostosa de ler do que as informações do que li e fiquei receosa de ter tido apenas uma adaptação em mãos, mas acho que não, isso era menos comum vinte e tantos anos atrás, né)

Lufe disse...

Quantas lembranças eu guardo desse livro!
Julio Verne foi um dos autores que me levaram a sonhar. O incrível desse autor, como você bem disse, foi a sua imensa capacidade de descrever maquinas e equipamentos que não existiam em sua época. Ele escreveu suas obras logo após a revolução industrial, que tinha como a maior inovação as maquinas a vapor. Em imaginação, ele pode ate ser comparado a L. da Vince.
Dele eu li, Cinco semanas em um balão, Vinte mil léguas submarinas, As atribulações de um chinês na China, Viagem ao centro da terra, A volta ao mundo em oitenta dias e A ilha misteriosa, cada um com seu encanto e muita margem a sonhos de aventuras pelo mundo afora.

bjos

Angela disse...

Adoro Julio Verne, já li tanto...nunca me canso!
Beijos e uma ótima semana!

Roberta M. disse...

Meu marido tá começando a ler pro meu filho, mas ainda acho um pouco cedo, ele acabou de fazer 10 anos e a linguagem de Verne é um pouco complicada prá ele, mas vamos soltando trechos, até percebermos que ele tá se interessando, é um clássico muito interessante, uma hora ele vai grudar, tenho certeza!! Beijocasss

Cintia Branco disse...

Ju,

Esse é o poder de um grande autor, nos fazer viajar e conhecer lugares que nem mesmo ele conhece! Está na coleção de livros do Felipe esperando que ele perca a preguiça e se interesse por ler, porque ele diz que não precisa, nos lemos para ele e assim ele pode ficar de olhos fechados, sonhando... Eu mereço!
Grandes beijos

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Eu li esse livro já velho rs mas me encantei como se fosse um menino. adorei!
e tb li o versão integral, com casca e tudo, nada de livro arroz polido não. é um clássico, tem que ser consumido inteiro rs.

Sua geração é outra, Jussara. Que lia mais, pensava mais, fazia mais, refletia mais. E dá nisso, olha o contraste da arte atual com a de outras gerações, como a coisa empobreceu de maneira geral.

O filme do Melies, ainda bem que o nitrato não se queimou, o filme resistiu ao tempo. é um baratinho, vi algumas vezes

boa semana pra vc! bjs

M. disse...

O Verne é uma grande porta de entrada para a literatura. Quem o lê nunca mais sai:)

Pandora disse...

Ah sete mil leguas submarinas também foi meu primeiro de Julio, também li durante a adolescencia, deu um trabainho, afinal além de ser um volume consideravel eu não era (e não sou) fã de ficção cientifica, mas gosto muito dessa história por que foi muito didatica, porque eu amo o mar e viajar nele por debaixo d'água foi inesquecivel.

Ah, fui uma adolescente leitora que detestava adaptações, dizia a minhas amigas que elas eram feitas para retardados e tinha implicancia com a série Vagalume rsrs, eu era uma aborrecente pedante :-)

Cheros Jussara, foi ótimo relembrar essa aventura maritima!

Beth/Lilás disse...

Jussara!
Também li este livro um pouco mais velha e gostei muito, mas nunca é a mesma coisa de quando se é criança que podemos sonhar e idealizar mais cada cena.
bjs cariocas

Glorinha L de Lion disse...

Oi Jussara, sabe que não me lembro se li esse livro quando criança? Lá na minha casa tinha tanto livro, mas tanto livro e eu, era uma litora voraz, mas acho que me lembraria se o tivesse lido...acho que não, que não o li...ou então li um resumo, sei lá eu...já faz tanto tempo...mas é verdade no nosso tempo de criança números de páginas não espantavam ninguém...li Moby Dick, novinha ainda, um calhamaço tb e amei! Nada nos assustava, né? Hj vejo muito adulto perguntando se o livro é grosso, como se isso interferisse na estória...cada uma! E os jovens então? só se interessam por livros de vampiros e anjos, como se aquilo acrescentasse alguma coisa, mas, é melhor do que não ler, né? beijos,

Pentacúspide disse...

Li Júlio Verne apenas em adaptações em banda desenhada, e, o íncrivel é que, tirando aquilo da China, Lufe citou-os a todos. O único que tentei ler, versão íntegral, foi Miguel Stro-qualquer-coisa, e não acabei. Tenhos uns sete títulos dele, mas nunca o li integral, mas já li montes sobre ele.

Cintia Branco disse...

Ju,

Que legal! Vamos trocar cartas então, estou super feliz por você estar conosco nessa idéia!

danbrazil disse...

Grande Verne, grande lembrança! Esse é realmente inesquecível. Li mais de dez obras dele, antes de completar quinze anos. Delícia!

Fatima Valeria disse...

Palavras transformadas em música, foi a primeira descoberta, ainda no vinil,coisa antiga devo esclarecer, depois li o livro "Viagem ao Centro da Terra". Veja o vídeo no YouTube - Viagem ao Centro da Terra - Rick Wakeman. Abraços ( tentei postar mas não consegui)

orvalho do ceu disse...

Caríssimos amigos
(no plural pois é extensivo aos seus leitores)

É com grande alegria interior que estou comemorando os 500 seguidores em meu Blog:

http://espiritual-idade.blogspot.com/

200 seguidores em meu Blog:

http://espiritual-poesia.blogspot.com

200 seguidores em meu Blog:

http://espiritual-mimo.blogspot.com

A Vitoria é nossa!!!
Pegue os seus mimos por lá... Vc os merece...

Excelente feriado com as bênçãos do Alto...
Com gratidão, carinho fraterno e amizade
SE DEUS É POR NÓS... QUEM SERÁ CONTRA NÓS???
Orvalho do Céu
P.S. Seu blog é muito cultural e vc só vai nos relembrando do mundo da literatura... Obrigada, querida. Bjks

Monica™ disse...

Vim novamente agradecer suas palavras sempre carinhosas, sinceras e certeiras !!! Ah e claro, me enriquecer um pouco do conteúdo do seu blog. Beijo.

Guará Matos disse...

Julio Verner já criou muita confusão na cabeça das pessoas. Falo daqueles que acreditam em fim do mundo, nisso ou aquilo. O fantástico escritor já levou fama que não era dele. Mas isso prova a importância do autor para a humanidade.
Você se supera menina.

Bjs.
____
Continuo a postar somente semanalmente.

palavrasdeumnovomundo disse...

Jussara confesso que invejo (inveja boa) seu vasto conhecimento literário...fico babando e cada vez mais admirada. Você é uma biblioteca ambulante!
Gosto muito de ler, mas não chego aos seus pés quando se trata de tudo o que se leu.
Acho que já te falei que um dia ainda vou ser como você :)

PS: Resolvi alguns probleminhas que estavam ocorrendo lá no blog, vê se agora consegue comentar. Sinto falta de suas palavras.

Beijos literários para ti!

Adelaide Araçai disse...

Jussara, este eu li a alguns anos atras (não vou dizer quantos não insista...rsrs...acho que foi logo que lançaram....brincadeirinha...rsrs) E reli em 2008 com minha filha era a escolha literária da prof de Portugues... Adoro ess viagem.
Muita Luz e paz
Abraços

Anônimo disse...

stated the majority repayment their financial loans before its due and with out penalties
A number one credit debt nonprofit can possibly expect may be families making use of these to get guide above payday loans credit card debts so that you can twin this. consumer debt good cause states that around manipulate the actual near future, higher curiosity lending options 2010. Your nonprofit charities shows a couple of years backwards how many customers with them was basically simple.
szybkapozyczkaonline.com.pl
kredyty na dowód kalkulator
sprawdź stronę
kredyty bez bik
sprawdź stronę

http://pozyczki-prwatne.net.pl
http://szybkapozyczkabezbik.org.pl
http://pozyczkanadowod24.com.pl

Anônimo disse...

buy tramadol online buy tramadol online missouri - tramadol overdose fatal dose

Anônimo disse...

generic xanax buy xanax online from mexico - what are the effects of prolonged use of xanax

Anônimo disse...

buy tramadol online no prescription can you buy tramadol otc - tramadol 50 mg buy online

Anônimo disse...

buy xanax without prescriptions many 2mg xanax get high - buy xanax online no prescription mastercard