quarta-feira, 20 de abril de 2011

De pé no chão comendo fruta no pé

AS AVENTURAS DE TOM SAWYER, Mark Twain

Eu já quis ser menino! Sonhava todo dia, quero ser menino! Cresci e cresci... e hoje sei, que eu queria mesmo era ser o Tom Sawyer. Eu devo ter lido As aventuras de Tom Sawyer mais de 10 vezes entre os 10 e os 12 anos, aos 12 eu queria pintar a unha e passar batom. Até hoje visualizo o livro na estante da minha casa, ele fazia parte de uma coleção de capa dura e era cinza, provavelmente na tradução de Monteiro Lobato, velho conhecido, mas não tem graça ser o Pedrinho do Sítio do Pica-pau só tem graça ser a Emília.
Tom, é órfão, vive com Tia Polly e um irmão prá lá de chato, como todo irmão quando a gente tem 10 anos.  É amigo do pior garoto da cidade, o Huckleberry Finn.  Tom detesta a escola, aliás só vai à escola para ver a namorada! Pesca no Mississipi, foge de noite para brincar no cemitério, foge de casa com os amigos (Huck e um menino negro, Joe) vai para uma ilha no meio do rio para brincar de pirata, por três dias! Onde aproveitam para beber e fumar! Tia Polly bem que tenta, obriga ele ir à igreja, ouvir passagens da Bíblia, a trabalhar, mas o malandro sempre dá um jeito de escapar. O capítulo “A Gloriosa Caiação” é um primor de malandragem, ele convence a criançada da vizinhança que pintar a cerca é o que há de mais legal, tão legal que ele cobra para os amigos pegarem na brocha, ele? Não pinta nada, ganha dinheiro e Tia Polly fica feliz! E no fim do livro ele ainda consegue se perder com a namorada dentro de uma gruta um tempão, onde descobre um assassino procurado e se tornar o herói da cidade!
Quem quer coisa melhor aos 10 anos! Eu não queria.
Tenho as melhores lembranças de Tom, provavelmente o primeiro personagem masculino de literatura da qual fui completamente apaixonada. Já encontrei gente que disse não gostar do livro, confesso que fiquei totalmente horrorizada, não gostar de Tom Sawyer!!!! Como assim??? Mas... paixão não se explica.
Quando o Lufe fez a proposta da blogagem coletiva ”meu personagem das histórias infantis”, eu fiquei pensando em qual queria ser ou gostava mais, princesa, rainha, lobo mau...nada fez bater o meu coração. Eu queria ser o Tom! Esse acabou sendo um post retrô, pois já o havia publicado, isso aconteceu lá no começo do blog e poucos leram.

“Se você obedece todas as regras, acaba perdendo a diversão.” Bob Marley

SOBRE O AUTOR

Mark Twain (1835-1910) - pseudônimo de Samuel Langhorne Clemens, considerado o pai da literatura americana moderna. As Aventuras de Tom Sawyer foi publicado pela primeira vez em 1876.

42 comentários:

M. disse...

Que belo regresso a infância me proporcionaste...Um livro indispensável para aprender a sonhar...

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Jussara, que saudades que deu ao ler seu post. Li esse livro não sei quantas vezes, qdo era moleque.
um clássico fantástico, acho que todo mundo que leu, gostou.

bom dia!

Lufe disse...

Jussara,

Que delicia de post, sempre nos emociona com seus textos.
Quando você disse que tem gente que não gosta do Tom, me espantei.É impossivel não gostar dele!

É muito legal ve´la participando da blogagem.
Você sabe bem o prazer que isso me dá.

Um grande beijo

Guará Matos disse...

Sempre nos apresentando algo que nos remete aos pensamentos.
Bjs.

Glorinha L de Lion disse...

Jussara, simplesmente adorei seu blog! Tudo a ver comigo! Amo ler, amo livros! Realmente, como vc mesma disse, seu blog é diferente de todos quantos eu já vi sobre literatura...Esse sim, é literatura com L maiúsculo. Sinopses bem escritas e que realmente podem ser chamadas de sinopses. Uma grata surpresa. Parabéns. Vou descansar esses dias, minha energia foi-se....rsrs beijos,

A. Marcos disse...

Lembrei da banda RUSH: http://www.youtube.com/watch?v=U7DFsBcVMDA

Paula Li disse...

Oi Ju, essse Tom é o sonho de toda criança e pesadelo dos pais rsrsrs.
Li o post sobre o big brother e é assustador mesmo a forma como somos vigiados. Em nome de uma suposta segurança, temos nossas vidas devassadas e controladas.
Bjs

Pandora disse...

É, sou obrigada a repeti as palavras dos Lufe e dizer "Que delicia de post" e concordar com a Paula Li, o Tom é o sonho de toda criança e o pesadelo de pais, tias e todo mundo que tem que se virar com esses pequenos.

Ah, também não posso deixar de emendar que, na minha opinião, toda criança tem o sagrado direito de ser tão Tom quanto for possivel e curtir bastante todas as travessuras, a gente que se preocupe, afinal a vida adulta é pra sempre, mas a infância não!

Mari Amorim disse...

Maravilhoso texto!
Bela semana santa cheio de paz!
Boas energias,adorei e fiquei por aqui.
Mari

Irene Moreira disse...

Jussara
Que personagem com uma história bem animada. Confesso amiga que apesar de ter nascido na década de 50 nunca li As aventuras de Tom Swyer e lendo a sua resenha fiquei muito animada.
Pode ser retrô, mas história quanto mais antiga mais gostosa de se ler.
Muito bom estar participando desta Blogagem em comemoração ao 1 ano do nosso Buteco do Lufe e compartilhando com você.
Beijos

Fernand's disse...

AMO ESSE LIVRO.
aliás, sou suspeita para falar de mark twain... mais realista impossível. adoro!


bjsmeus

Mônica disse...

Oi Ju, os livros de Mark Twain são maravilhosos. Eu choro pra morrer, mas nunca pensei em ser o Tom, apesar de tudo. Acho que eu era mais pra Emília mesmo.
Beijos e boa Páscoa

Fernand's disse...

fico muito feliz com sua presença no benditas... estava olhando detalhadamente seus posts antigos e só posso dizer que amei. livros, bom gosto, histórias, autores fundamentais.

obrigada imenso.
vou ficar por aqui!


bjsmeus, querida.

Adelaide disse...

Compartilhamos de um mesmo desejo de infancia...era tão gostoso, ler e sonhar (se bem que eu ainda sonho) Esse é um dos meus preferidos também.
Jussara, desejo a você uma Páscoa cheia de saúde, amor e muita paz.
Abraços

Malu Machado disse...

Jussara, que legal sua postagem. O Meu Tom Sawyer foi o Peter Pan, o livro. Foi o primeiro livro que li, também aos 10 anos.

Bacana a idéia do Lufe.Ainda não vi uma postagem que lembrasse o mesmo personagem.

Um beijo grande,

Carla Farinazzi disse...

Oi Jussara!

Nessa blogagem coletiva do Lufe, me deu uma baita dúvida! Quase que postei sobre o Huckleberry Finn. Adoro ele e o Tom!!! Adoro mesmo, de paixão. Acabei postando sobre a Emília, em homenagem ao Monteiro Lobato. Parabéns pelo seu post, gostei muito!

Beijos

Carla

Vanessa disse...

Já que é para querer ser menino, sejamos o que há de melhor, não é mesmo? Maravilha de post. Estou me deliciando nessa blogagem coletiva.

beijos e boa páscoa.

Juliana disse...

deu vontade de comprar AGORA e começar a ler.

Juliana Galante Magalhães disse...

Emprestei o livro e nunca mais ele voltou... Leitura que fica na lembrança pra sempre! Só você pra ativar minha saudade de tanto tempo atrás! Adorei!
beijoca

Desfocado Olhar disse...

Que naravilha!!
que lembrança, amo este menino, e devo confessar que um dia também quis ser ele,rsss.
Bjs

Bruno Dezinho disse...

Algumas leituras nos marcam na infância, né? Eu tinha um também quelia sempre, sempre. SE chama O Livro da Berenice, do escritor João Carlos Marinho.
Com o texto que você escreveu deu vontade de ler As Aventuras do Tom. A infância precisa de livros assim. Não quero bancar o chato e dizer que video game e televisão fazem mal. Não fazem. Eu mesmo fui uma criança que cresceu vendo televisão e jogando video game, mas também cresci ao lado dos livros, e isso fez tanta diferença.
Bom saber que não fui o único.
Se existir esse livro pra vender, quero comprá-lo pros meus sobrinhos.

bRu.

Kézia Lôbo disse...

Jussara desde que li Coração de TInta, simplesmente tenho um desejo enorme de ler essa obra que so passei a conhecer depois das citações que COração de TInta tem dele!
Legal você gostar dele, parece ser um personagem fascinante..
Adorei a ideia da blogagem coletiva! XD

Fernanda disse...

Com uma vida cheia de aventuras assim, todo muno gostaria mesmo de ser menino. Excelente texto!

♥cinderela♥ disse...

Preciso ler este livro rs !!
Gostei do seu reino querida!
Bjs e sorrisos
Seguindo-te!

Nilce disse...

Oi Jussara

Realmente é o herói de meninos e meninas. Grandes aventuras sem castigo, onde tudo volta a seu favor.
Também queria ser o Tom Sawyer. Imagina só uma personagem feminina e sem aventura alguma? Totalmente sem graça. rs
Adorei!

Bjs no coração!

Nilce

João Ludugero disse...

Olá, passa lá no meu blog. Se gostar, me siga. Hiper beijo. Tô te seguindo. Mais um abraço.
João.

Larissa, Lara, Lalá, .... disse...

Tom Sawyer!!! me lembra minha infancia!!!
Feliz Pascoa!!! Beijos

pensandoemfamilia disse...

Olá
Passei para lhe desejar FELIZ Páscoa.
bjs

Rosamaria disse...

Pena que eu li depois de adulta.
Feliz Páscoa, Jussara!
Bjim

Ivan disse...

Não cheguei a ler o livro, mas lembro desse nome no seriado lost rs...
Abraço

Depois dos 25, mas antes do 40! disse...

Sabe que esse é um livro que eu gostaria que minha mãe tivesse me obrigado a ler!

Adorei vê-lo por aqui.

Beijos

yanne passos disse...

Oi Jussara,

Estou aqui, nesse momento, me sentindo a maior desinformada e ignorante do mundo mas não conhecia as Aventuras de Tom Sawyer. Acho que isso se deve por não ter tantos livros ao meu alcance, o que sempre me salvou foi a biblioteca do colégio de freiras onde eu estudava, ali,naquele lugar cheio de livros, eu me perdia, viajando por outros lugares.
Beijos e uma ótima semana.

V.Cruz disse...

Boa pedida, adorei o release, fez-me desejar
Passando para deixar votos de boa páscoa.

Cintia Branco disse...

Ju,

Esse está na fila para filhote ler, junto com outros tantos que marido diz ser essencial, rs, concordo plenamente.
Adorei ver o Tom pelos seus olhos.
Grandes beijos e Feliz Páscoa, com beijos especial do coelho aqui de casa!

Glória Maria Vieira disse...

Juh!
Que bacana poder ver como você é de fato e não como eu imaginava que agora nem sei mais como era. AUHSUAHSUAHSUHAUHSAUHSAHS Acho que você colocou esses dias sua foto ao lado, não foi, sua linda?!:)

Enquanto à postagem de hoje: que delícia de livrinho, né!?
Beijo

Misturação - Ana Karla disse...

Bom dia Jussara!
Passo para desejar-lhe uma boa semana, cheia de paz.
Obrigada por estar sempre comigo.
Xeros

Allan Robert P. J. disse...

Eu fui um menino, mas eu queria mesmo era ser o Tom Sawyer. Acho que eu tinha uns dez anos, a minha memória já não é tão boa. Hoje eu só queria ser um menino. :)

Negação de Irene disse...

Eu também queria ser menino, como você. Ser menina era muito chato na nossa época. Tipo, não podíamos nada. Tínhamos de ser limpinhas e delicadas, e acima de tudo: COMPORTADAS.
Nem gosto de lembrar, rsrsrsrs

Sandra Portugal disse...

Esse foi um dos livros mais marcantes da minha infância! As Aventuras de Tom Sawyer, que boa lembrança! Fiquei feliz quando minhas filhas chegaram na idade de ler esse livro e outros mais...Que época boa! bjs Sandra
http://projetandopessoas.blogspot.com//

Pentacúspide disse...

Eis uma leitura que nunca fica fora de prazo. Mark Twain é super, toda a série é demais, juntando ao pacote Huckleberry Finn.

Pentacúspide disse...

Nome de dois apóstolos de Cristo: David e Golias. São coisas como estas espalhadas no livro que me fazem rir cada vez que me lembro.

Anônimo disse...

[url=http://levitranowdirect.com/#vbwxd]cheap levitra[/url] - cheap levitra online , http://levitranowdirect.com/#njrtn levitra 40 mg