domingo, 20 de março de 2011

Triste Figura

Dom Quixote, Miguel de Cervantes


Heliodoro Pisan Joseph (1822-1890) – gravador francês
Todo mundo conhece o Cavaleiro da Triste Figura, conhece sua história, sua loucura, suas lutas, sua amada e suas afamadas aventuras.  Desde 1605, quando foi publicada a primeira parte, a segunda foi em 1615, já foi inspiração para todas as artes: ballet, musical, cinema, teatro, artes plásticas e o que mais vier. O que ele tem de tão especial? Talvez por que ele sonhou e teve a coragem e a ingenuidade de sair pela Espanha para concretizá-los, sem ligar a mínima para quem o ridicularizava.
Cândido Portinari (1903-1962) – pintor brasileiro
Esse foi o livro que escolhi para o Desafio Literário, que este mês fala das sagas, mas não escolhi qualquer versão, escolhi uma tradução completa que começa com as taxas pagas para impressão, passa pela Dedicatória e pelo Prólogo escrito pelo próprio autor, onde fala do livro como de um filho, um filho que ele reconhece feio mas pelo qual tem carinho e pede condescendência aos leitores e distribui algumas alfinetadas aos seus contemporâneos. O outro motivo foi que Alonso Quijano (o verdadeiro nome de Dom Quixote) surta por ter lido tantos livros sobre a Cavalaria, que falavam de heróis que saiam pelo mundo combatendo vilões e honrando suas amadas, que resolve ser ele próprio um cavaleiro defensor dos fracos e oprimidos e cortejar sua amada, assim sai pelo mundo para cumprir seu destino.  Todos motivos nobres mas que só lhe traz dores e lágrimas. Portanto Dom Quixote é um livro que fala do mal que os livros podem trazer! Tanto mal que a sobrinha dele e sua governanta queimam todos no quintal! Considero isso a ironia das ironias pois depois da Bíblia esse é um dos livros mais publicados do mundo.

Salvador Dali (1904-1989) – pintor espanhol

Dom Quixote tem sua amada, uma camponesa tosca e rude, na qual ele só vê beleza e delicadeza Dulcinea del Toposo, um cavalo decrépito, Rocinante, que ele vê como um garboso cavalo árabe e um escudeiro baixinho, gorducho e com os pés bem cravados na terra com a qual ele divide seus sonhos, Sancho Pança. Sancho Pança é um personagem à parte, ele é o bom senso e só vê o mundo real enquanto Dom Quixote é o sonho é só vê o mundo idealizado, tão idealizado que combate moinhos de ventos dizendo que são um exército de gigantes, mesmo após os avisos de Sancho: “Cuide de vossa graça pois aqueles ali não são gigantes, mas moinhos de vento, e aquilo que pensais serem braços são as pás que, girando o vento, movem a mó.” D. Quixote acaba derrotado, ferido e dolorido mas nem assim dá o braço a torcer, quem de nós já não lutou com moinhos de vento? Quem de nós já não foi quixotesco?
Paul Gustave Doré (1832-1883) - ilustrador francês

A saga de Dom Quixote está dividida em 126 capítulos, com títulos, que contam suas aventuras, desventuras e o mais importante suas longas conversas com Sancho Pança enquanto fazem suas andanças pela Mancha, Aragão e Catalunha, conversas que falam da vida e do viver. Confesso que a versão que li, inteira e numa ótima tradução, é de difícil leitura, pois não fez nenhuma “limpeza” e preserva todas as filigranas do autor, conta até com notas de rodapé para que possamos entender alguns trechos. É a tradução feita para Abril Cultural em 1978, por Viscondes de Castilho e Azevedo. Notaram que não coloquei a capa do livro? Pois seja em qualquer versão: infantil, juvenil, condensada ou outra, vale a pena ler Dom Quixote, pois é a saga da aventura humana, do homem dividido entre o sonho e a realidade.
“Quando se sonha sozinho é apenas um sonho. Quando se sonha juntos é o começo da realidade.” D. Quixote

SOBRE O AUTOR
Miguel de Cervantes Saavedra (1547-1616) – poeta, dramaturgo e novelista espanhol. Foi soldado grande parte de sua vida, na vida civil passou a se dedicar a literatura, começou a escrever Dom Quixote de La Mancha na prisão, onde estava injustamente, publicou a primeira parte de sua obra-prima em 1605, a segunda em 1615.

Lima de Freitas (1927-1998) – pintor português

Pablo Picasso (1881-1973) – pintor espanhol




Esta postagem faz parte do Desafio Literário 2011 se quiser conhecer minha lista completa entre aqui.


30 comentários:

M. disse...

Uma das maravilhas da literatura. E como todas as maravilhas: intemporal. Actual até.

Hoje o mundo está mais para o escudeiro de que para o seu mestre. Infelizmente.

Esta é das tais obras que todos citam e falam...mas que realmente poucos leram...:)

Borboletas nos Olhos disse...

Eu tinha uma birra com Quixote. Ou melhor, com Cervantes. Porque todo mundo conhecia (!!???) e eu nunca, nunca tinha visto ninguém com o livro na mão. Porém, quando enfim comecei a ler, ah, sabe aqueles livros que nos lembram a paixão pela leitura? É desses. É desses. Bom demais. E admiro muito quem participa do Desafio Literário.

Roberta M. disse...

Que post incrivel Ju, adorei saber tantos novos detalhes desse personagem no minimo, carismático, que é Dom Quixote, literatura obrigatória!!! Beijosss

Pandora disse...

Uma das minhas metas para esse ano é ler esse livro, um dia há anos atrás comecei, mas não sei pq parei no meio, enfim, sabe que desde que vi sua lista para o desafio literario fiquei esperando pra ver suas impressões Jussara??? E sim, fico com ainda mais vontade de ler!

Guará Matos disse...

Dom Quixote esta em todos nós, é fato e real.

Bjs.

Balzaquiana com 'Z' disse...

Tá vendo o que acontece quando lemos muito. Cuidado! Já falei que eu quero ser você quando crescer? Já, sim! rs

Meu marido é fã do Dom Quixote. Já esculpiu ele na argila, pintou em telas, já leu a obra...

Ele é um perfeito Dom Quxote... e eu... deveria ser a Dulcinea... mas não, eu sou o Sancho Pança. Tenho que acordar ele pra realidade todo o tempo.

BeijoZzz

Angela disse...

Dom Quixote é uma das mais lindas literaturas! Li quando adolescente e nunca mais esqueci! Vou dar uma olhadinha na sua lista do Desafio Literário! Beijos e uma ótima semana.

Adriana Alencar disse...

É uma excelente dica, eu li uma versão de Dom Quixote na juventude, mas acredito que uma completa possa ser muito melhor para entender a essência do personagem.
Beijo
Adri

A. Marcos disse...

Menina, vergonhosamente eu jamais li tantas obras clássicas e Dom é uma delas.

Carla Farinazzi disse...

Oi Jussara!

Mais uma excelente dica de leitura, um dos clássicos da literatura universal. Uma obra imortal, para ser lida em qualquer época.
Dom Quixote meio que simboliza o limite entre a insanidade e a realidade humanas, eu acho.
Uma figura ímpar.

Beijos

Carla

Juliana Galante Magalhães disse...

Oi Juuuuu

eu estou ficando mais tempo em Jundiaí, na Serra do Japi e aqui é sempre mais friozinho. Ontem, graças ao bom Deus a temperatura caiu para 20 graus! Minha pressão é muuuuuito baixa e o calorzão que tem feito tem me matado! Esfria mais esfriaaaaaaaaa!!! rs
Beijoca

Renata C., UMA ESPOSA EXPATRIADA disse...

Jussara, amiga querida, que delicia ver vc a ler e nos explicar tantos livros importantes. Confesso que lia muito quando menina, na adolescencia... mais ou menos... na juventude, um pouco, mas sempre lia alguma coisa. Nunca li desses livros "originais"... "taludos"... Mas tudo o que li ate' aqui tb me ajudaram em "quem eu sou, hoje".
Em marco de 2010 publiquei um POST (um pouco longo... hoje percebo...) que contava minhas (des)venturas com a leitura...

http://umaesposaexpatriada.blogspot.com/2010/03/leitura-dinamica-nao-leia-com-calma.html

Ah!Jussara, e' uma pena que a gente "tenha" que ter "data"pra tudo... pra comemorar e "lembrar" o obvio!
Vamos instituir um dia para o "CHURRASCO NA LAGE"??????
Mil bjs!

Apenas um lugar para ser (Lis) disse...

Oi Jussara, pra começar, parabéns pelo seu desafio literário! Admiro demais vc! Tanto q estou tentando desenvolver o habito de ler, pedi de presente de aniversario ao meu noivo uma luminária para o nosso quarto, mais um estímulo. :)

Adorei saber mais sobre esse livro, sempre saio daq com uma boa noção das obras, pois suas resenhas são mto claras e bem ordenadas. Dom Quixote parece msm admirável. Tem em excesso oq muitos ja perderam por completo. Tb adorei as imagens.

Bjs e ate a proxima! :*

Bruno Dezinho disse...

Adoro esse livro. Leitura que exige fôlego, mas que nos recompensa.

bRu.

Adelaide disse...

Jussara quando li, já faz algum tempo identifiquei-me com o Dom Quixote, sempre fui meio idealista, e ainda travo batalhas com seres que só eu identifico...claro que com o passar dos anos estou mais centrada... mais ainda acho que tudo o que é meu é muito mais bonito e reluzente....rsrs
Tenha uma ótima semana
Abraços

Inaie disse...

Infelizmente Cervantes nao e muito conhecido na Australia e na Nova Zelandia. tenho uma escultura linda de D Quixote e Sancho Panca e muita gente me falava: nossa, que legal esse cara altao com o gordinho... uhummmm....

mas por sorte a minha filha foi passar 6 meses no Brasil qdo tinha 6 anos e teve a oportunidade de participar de uma producao de d Quixote. ela me escreveu num e mail:
mae, eu to fazendo a Doroteia no "donkey shot"... morri de rir ( e de orgulho da baixinha!

yanne passos disse...

Jussara,
Li Dom Quixote, há trezentos anos atrás, o livro pertencia á biblioteca do colégio de freiras onde estudei, tentei puxar pela memória mas não consegui lembrar de quem era a tradução, só me recordo da capa, que naquela época já era antiga. Como não dá mais para participar do Desafio Literário, e fiquei com vontade de ler o livro, resolvi desafiar a mim mesma, tenho uma edição juvenil, aqui em casa, que pertence à minha filha,mais um dos paradidáticos do colégio e eu nem sei se ela leu, mas com certeza vou procurá-lo amanhã pra começar a minha leitura.
Beijos

Larissa, Lara, Lalá, .... disse...

Que belissima escolha!!!
Quem e' que nao tem uma doce ilusao e um QUixote no coracao!!!!! Beijos

Lufe disse...

Sempre fui fã de Dom Quixote...
Carrego, como ele, um pouco de loucura e as vezes bato de frente contra as pas dos moinhos de vento...
O gentil cavaleiro é o artífice dos nossos sonhos...
Muito boa a sua analise, parabens.

bjo

Ives disse...

Olá, esse foi um dos primeiros livros que já li, gosto dele! amei o seu espaço, parabéns

Nilce disse...

Oi Jussara

Dom Quixote é espetacular.
Li pela primeira vez na adolescencia e depois na Faculdade. Sabe que me deu saudades. Vou ver se acho o meu.
Excelente dica de boa leitura.

Bjs no coração!

Nilce

Ni disse...

Menina, acho que tenho esse livro no meio das coisas que trouxe da casa do maridón. Ele também gostava de ler!

Andréa disse...

hahahahahaha pode sim!!!!
E acredite,funcionou de verdade.
Ela ficou muda,não falou mais nada e desligou.
Um viva para os grandes e coloridos.hahahaha
Beijos amiga.

Fátima disse...

Miguel de Cervantes Saavedra , puta cara legal!
Esse livro eu li, reli e morri de rir.
Até escrevi um pequeno poema
http://seriax.blogspot.com/2010/10/cavaleiro-da-triste-figura.html
Também tive um cavaleiro andante.
Pensou que moinhos de ventos
fossem gigantes.
Lutou... lutou... contra todos!
Tinha armas tão frágeis...
Nem percebeu que se transformou em um cavaleiro andante.
Com carinho
Fátima

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

eita que beleza!
um dos clássicos maravilhosos, preferido de tanta gente. Eu sou fã de Don Quixote, amo os loucos rs, enxergo todos os personagens vivendo dentro de cada ser humano...
bom dia

Luma Rosa disse...

Um livro que tenho vontade de reler! Me divertia com Quixote & Fristão!! :=)) Beijus,

Daniela disse...

Quando eu li Dom Quixote ainda estava na escola, depois de anos comprei a edição da Real Academia Espanhola em ocasião da comemoração do 4º centenário da obra. Esse eu ainda não li. É em espanhol, óbvio, mas isso não me assusta, o que me impediu até agora foi a quantidade de leitura que com ele compete.

óTima resenha.

Mônica disse...

Muito inteligente sua escolha para o Desafio. Gostaria que todos os leitores lessem Dom Quixote, deveria ser uma leitura inconscientemente obrigatória. Além do que é muito divertida, tanto se rir como se chora. Muito boa sua resenha, dá vontade de ler de novo. Bju

Cinderela Descaída disse...

Meu pai tem uma edição muito antiga que adquiriu em um sebo. É composta de tomos enormes e com ilustrações do Gutave Doré que são belíssimas. Tentei ler a coleção dele, mas era muito difícil de manusear (ler na cama então, nem pensar). Penso em adquirir uma mais portátil para mim. Recomendas alguma além dessa de 78?
Tem um musical da Broadway que se Chama o Homem De La Mancha que tem lindas músicas. O sonho impossível é um primor. Dá vontade de chorar. Transcrevo em inglês para você:

To dream the impossible dream
To fight the unbeatable foe
To bear with unbearable sorrow
To run where the brave dare not go
To right the unrightable wrong
To love pure and chaste from afar
To try when your arms are too weary
To reach the unreachable star

This is my quest
To follow that star
No matter how hopeless
No matter how far

To fight for the right
Without question or pause
To be willing to march into Hell
For a heavenly cause

And I know if I'll only be true
To this glorious quest
That my heart will lie peaceful and calm
When I'm laid to my rest

And the world will be better for this
That one man, scorned and covered with scars
Still strove with his last ounce of courage
To reach the unreachable star

Vivi disse...

Uma leitura feita há tanto tempo, que considero o livro desconhecido para mim. Quero arranjar um tempo para retomar a aventura.

Beijocas