quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Índio é lindo!

Séculos Indígenas no Brasil, catálogo descritivo de imagens


Este livro foi meu primeiro presente de Natal, ganhei (e é a primeira vez que eu ganho alguma coisa em um sorteio) num sorteio que foi feito em novembro, pelo Guará Matos. Era um sorteio chiquérrimo, onde você tinha que escrever uma mini-biografia do Darcy Ribeiro para concorrer aos livros.
Séculos Indígenas no Brasil, foi concebido primeiramente como um extenso documentário sobre as nações indígenas brasileiras. As fotos do livro foram tiradas durante as filmagens e muitas delas são imagens tiradas das fitas. O livro é lindo, as imagens de tirar o fôlego e ver um Darcy Ribeiro, bem novinho e lindo, todo decorado de urucum não tem preço.Tem textos e depoimentos de várias pessoas, inclusive de lideranças indígenas, são emocionantes e contextualizam as fotos.
A equipe de filmagem (de onde se tira os créditos das fotos) foi formada por: Frank Coe, Álvaro Tukano, Piotr Jaxa e Paulo Metz, além de contarem em várias ocasiões com a colaboração de Ailton Krenac. Depois que a gente vê o livro, fica doidinho para ver o documentário, ele se encontra à disposição na Fundação Darcy Ribeiro no Rio de Janeiro.
Século Indígenas no Brasil, com suas imagens nos da uma ampla visão da formação étnica brasileira, ao longo do livro percebemos de quantas tribos somos feitos. Cada foto nos leva a uma viagem ao passado e ao futuro, futuro onde devemos decidir o que queremos como nação diversificada.
Índio é lindo! Sou bem suspeita ao fazer essa afirmação, com certeza tenho muito sangue indígena na veia, mas se não fosse só por isso, minha sogra era metade Guarani, era linda, sábia e eu a adorava, sempre digo que minha meta de vida é chegar à simplicidade dela de apreciar a vida. Tanto se fala de cultura e vejo muito pouca valorização da cultura indígena pois só lembram-se deles num dia qualquer em abril e normalmente com um enorme desconhecimento...
“Sou um homem de causas. Vivi sempre pregando, lutando, como um cruzado, pelas causas que me comovem.” Darcy Ribeiro

SOBRE
Fundação Darcy Ribeiro – Foi criada em 1996, pelo então senador Darcy Ribeiro para manter vivo seu pensamento e garantir a continuidade de seus projetos. Não tem fins lucrativos e é auto-sustentável.

19 comentários:

Guará Matos disse...

Que bom você esta curtindo esse presente da Fundação Darcy Ribeiro, legal mesmo!
Bjs.

Tertúlias... disse...

Para voce... depois volto para ler:

http://www.youtube.com/watch?v=VeYSUPQVoRI

Rogério Pereira disse...

Um país a assumir a sua miscigenação
Uma bloguista a admitir essa sua provável condição
e a dizer coisas linda da sogra guarani
Só mesmo a Jussara. Só mesmo aqui

(trabalhei com um colega, filho de indio brasileiro.
Nem sequer fizemos disso assunto, ignorámos por inteiro...)

Pandora disse...

Também acho índio lindo, também me orgulho de cada gota de sangue indigena, uma coisa que meu caso começa na genetica e termina nome... E sim, concordo com vc que o desconhecimento em relação ao indio é latente, até hoje ainda se tem a visão de que o índio é um ingenuo e a cultura indigena uma coisa distante de nossa realidade, algo perdido no descobrimento, há até quem diga que índios não existem mais.

E, sim! Isso é que é presente!!!

Celia na Italia disse...

Belíssimo presente, maravilhoso reconhecimento!
Parabéns!

M. disse...

Do Guará matos só se esperam coisas boas...

E tu...só as podes merecer:)

Adelaide disse...

Lindo presente e belissimo texto. Também sou 25% indigena, mas nunca fui atras para descobrir de onde ou como, principalmente pelo fato de meu avó e meu pai, terem falecido quando eu ainda era adolescente. Mas sou aquela que na fila do vestibular as pessoas perguntam: - Você faz parte da cota? tenho cabelo, olho e nome de indio, nariz e voz de negro.....
Fiquei bastante curiosa com o livro. E você começou bem o ano...ganhando presente em alto estilo. Parabéns
Abraços

'Lara Mello disse...

Obrigada pela presença lá no blog.. Bju!

Deusa disse...

Adoro ganhar livros de presente,ontem mesmo estava falando com meu marido que gostaria de ter uma biblioteca daquelas bem Portuguesas na nossa casa,já pensei em fazer isso na sala de TV,acho maravilhoso ter um cantinho pra leitura o que inclue um sofa com um abajur do lado...rs.
Hoje li um comentário seu lá no Varal de Ideias...fiquei orgulhosa...uma mulher inteligente...isso e tudo de bom.
Deusa
vasinhos coloridos

Borboletas nos Olhos disse...

Jussara, queria,
que lindo presente (e tão apropriado!). Olha, eu vou ao médico na sexta, viu. E obrigada pelo carinho, obrigada mesmo. Aliás, não sei se você viu no resultado do meu sorteio, mas apesar de não ter sido sorteada eu bem queria um guest post teu...topas? Tema livre, of course. Bjs e bjs

Monica™ disse...

Parabéns pelo presente.

Concordo q os índios são pouco citados e menos ainda valorizados.

Estão cada vez mais acuados onde deveriam continuar a viver como sempre viveram, livres e cultivando seus hábitos e conhecimentos.

Os brancos deveriam tirar deles somente aprendizado e nada mais ...

Tathiana disse...

Confesso que realmente não conheço tanto sobre a cultura indígena como deveria. Deveríamos seguir o exemplo deles no respeito à natureza.
Bjs.

Glória Maria Vieira disse...

Ah que legaaaal! Pena que o documentário só está disponível na Fundação, né Juh?!:~

china na minha vida disse...

hahaha, até que não estou tão atrasada! Só havia perdido esse post! :P
Realmente esse livro deve ser maravilhoso. Amo ler, mas também adoro livros de olhar...
Beijo e um maravilhoso 2011!
Chris

Bruno Dezinho disse...

Acho o assunto muito interessante.. Me lembro quando li as crônicas de Manoel de Nóbrega e ficava imaginando os índios e seu comportamento quando o europeu chegou aqui. A descrição do padre me fascina. Sou muito interessado por essa parte do Brasil que nos chega muito pouco, e que deveria ser melhor estudada.

Muito boa dica.

bRu.

Apenas um lugar para ser disse...

Oi Jussara, vim retribuir seus votos, um 2011 de mtas felicidades p\ vc! Mta saúde e paz!

P.S. Depois volto aq com mais tempo, bjs!!

Macá disse...

Jussara
Que delícia de presente heim? Imagino a sua satisfação e alegria, por ter sido sorteada e por ser "o livro". Parabéns, você merece.
beijos

Adriana Alencar disse...

Acho muito interessante o folclore indígena, se esse livro tiver alguma lenda legal poste para nós.
Bj
Adri

Renata Peixoto disse...

Jussara
É maravilhoso ser sorteada pra ganhar algum presente, e sendo livro, então, melhor ainda!
Obrigada pelos parabéns!
Beijão