segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Princesa mas não Imperatriz

COLEÇÃO PRINCESA ISABEL – FOTOGRAFIA DO SÉCULO XIX,
Pedro e Bia Corrêa do Lago         
Escolhi especialmente esse livro para falar dessa mulher extraordinária que foi a Princesa Isabel, que seria nossa imperatriz não fossem os eventos ocorridos no dia 15 de novembro de 1889. Nos dias de hoje, quando se fala tanto que uma mulher vai pela primeira vez reger/presidir o país, não vi ninguém lembrar que já fomos regidos por uma, a Princesa Isabel. Ela foi nossa regente por três vezes, na ausência, às vezes por meses, de seu pai D. Pedro II, aliás foi durante sua última regência que ela assinou a Lei Áurea. Foi também nossa primeira senadora, cargo a que tinha direito como herdeira do trono a partir dos 25 anos, conforme rezava a Constituição de 1824, vigente na época.
Ela foi educada para reinar e hoje se sabe que foi uma mulher de pensamentos bem modernos para sua época, pois era a favor do sufrágio feminino e da reforma agrária, (oh, horror) o que teve ter feito tremer todos os pés de café de São Paulo e certamente contribuíram para a queda do império juntamente com a libertação dos escravos, ocorrida um ano antes.
Ela era apaixonada pelo Brasil, seu país de nascimento e, como seu pai, também apaixonada por fotografia. Para quem não sabe D.Pedro II além de apaixonado e colecionador de fotos era um excelente fotografo. Isabel tinha sua própria coleção, publicada nesse livro, são mais de mil fotos. São fotos de paisagens de norte a sul, totalmente desconhecidas antes da descoberta dessa coleção, além de tipos humanos e momentos históricos. Como toda coleção também estão lá as chamadas fotos domestica, de seus filhos pequenos, seus filhos brincando na praia, cachorros de estimação, foto do interior de sua casa, enfim um enorme passeio pelo século XIX.
As fotos que colecionou faz com que a gente ao olhar cada uma delas, aprecie a foto por si só, pela sua beleza e procuremos saber o que chamou a atenção de princesa, uma verdadeira “viagem”. É um livro bem caro! Eu diria até que só alguém apaixonado pelo tema, seja foto, família imperial e etc. se atreve a comprar. Ah! Os que tem bastante fundos também. Na próxima vez que você precisar fazer hora procure uma livraria e na livraria procure esse livro e dê uma espiada. Se por ventura estiver por aqui, venha me visitar eu adoro exibi-lo.
A foto abaixo, que esta no livro, é o único retrato colorido da Princesa Isabel, já uma senhora, seus dois filhos estão sentados no chão e suas duas noras ladeiam o casal D’Eu.


Uma imagem fala mais que mil palavras.

SOBRE OS AUTORES
Pedro e Bia Corrêa do Lago – são dois pesquisadores e colecionadores da iconografia brasileira. Coleção Princesa Isabel, fotografia do século XIX, foi editado em 2008 pela Editora Capivara.

16 comentários:

Guará Matos disse...

Isabel, sem sobra de dúvidas, foi uma mulher de expressão. Filha de Pedro II, um homem de grandes conhecimentos, realizou a necessidade maior que foi a "Abolição da Escravatura.

Bela abordagem, querida.
Bjs.

Glória Maria Vieira disse...

Eita que máximo! Eu amo fotografia. Um dia, quem sabe, você mostra todo o livro pra mim, Jussara. \o/ hihi

Beijo, flor!=*

Rogério Pereira disse...

Jussara
Por vezes me dá conhecimento
Outras abre a porta para a ele aceder
Fico sem palavras para lhe agradecer
(claro que vou ter de saber mais sobre essa Isabel, a princesa brasileira)

Beijo

A Treva disse...

Oi Jussara..obrigada pelas dicas :-) bjuu

Borboletas nos Olhos disse...

E eu fico me sentindo fina e culta só de passar um tempinho aqui e aprender com você...Beijos minha querida

PS. espero que não deixe e me visitar por causa do último post, rsrsrrs

Macá disse...

Ju
Eu quero conhecer o livro, mas já resolvi que não vou comprar. Vou visitá-la, você me mostra, e a gente ainda pode conversar sobre ele tomando um café. Melhor não?
beijos

Edlena Franklin disse...

Fiquei bastante curiosa, também adoro fotografia! Adorei essa visita, voltarei mais vezes... Muito educativo seu blog.
Beijos

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Só pelos autores do livro a gente já vê que é especial. Meu sonho era ter a chave da casa do Pedro Correa do Lago só pra poder ir na biblioteca dele rs.

Uma vez eu vi uma mostra, com reproduções das fotos tiradas por D. Pedro II e pela Princesa Isabel. Que coisa mais linda! dava uma emoção ver o Brasil em tempos tão distantes, como eram as paisagens, pessoas...

pq nunca fizeram um filme, série ou até mesmo novela sobre a Princesa Isabel? uma personalidade tão marcante, à frente de seu tempo... contam tantas histórias bestas na dramaturgia mas esquecem dessa grande figura, vai entender.


ADOREI esse post! e quero o livro! rs
bjs

Lufe disse...

Jussara,

Que porta interessante você acaba de abrir.
Não conhecia essa obra.
Vou conhecer...

bjos

Guará Matos disse...

Oi, menina....
Chegou o bom momento, ou o grande dia!
O sorteio esta lançado e você por me seguir e ler-me, convido-lhe a participar. Leia o regulamento e respondas as perguntas. São 20 livros que serão sorteados.
Vamos lá!
Sua participação é o meu grande presente.
JORNAL AFOGANDO O GANSO
http://afogandooganso.blogspot.com

Beojoss.
Guará Matos,
@GuararemaMatos

Fernando disse...

Eu não sabia que a princesa Isabel tinha esse lado fotógrafo. Bastante interessante.

Carla Farinazzi disse...

Jussara, que post mais do que interessante!

Além da personalidade forte e decidida, era também fotógrafa, nossa princesa Isabel. Adoro lembrar das mulheres maravilhosas que fizeram e fazem a história desse país. Mulheres de coragem, fibra e inteligência.
Isabel certamente é uma delas.
Ah, você disse: "Se por ventura estiver por aqui, venha me visitar eu adoro exibi-lo."
Onde é "por aqui", rsrs?

Beijos

Carla

Ronda disse...

Oi Jussara,
Aqui estou capturando um pouco mais de conhecimento. Interessante essa história da paixão da Princesa Isabel por fotografia.
Também é bastante oportuna a sua observação, estamos prestes a ter a nossa primeira presidente, mas o Brasil já foi regido por uma grande mulher, que mesmo não ficando tanto tempo no poder, fez coisas importantes como a Lei Áurea.
Abraços!!

Anônimo disse...

Interessante, inteligente é bom saber que "não só de submissão" viveram as mulheres no século XIX. Ela pode exercer sua sensibilidade por meio da fotografia. A nossa "liberdade" foi gradualmente construida ao longo dos séculos, e pessoas como ela puderam contribuir para isso, para podermos existir como um ser integral que sempre pode estar recriando o mundo.Boa escolha...
A nem tão anônima, Fatima Valéria

Ivan disse...

Poxa vida, interessantíssimo esse livro, fotografias como essas são tesouros. Bela dica, preciso ir na biblioteca.

Abraço

M. disse...

Olha o IVan!!

lol

Tenho uma forte ligação a História. Motivos profissionais. E por gosto.

A tua abordagem/divulgação é muito interesante.

Aqui aprende-se

Fico.